terça-feira, maio 06, 2008

LABORATÓRIO DE GEOMORFOLOGIA E EROSÃO DOS SOLO

Comentários Moisés Basílio: Olha aí a página do meu filho Pedro na Universidade Federal de Uberlândia. Axé!


PEDRO CARIGNATO BASÍLIO
LEAL

Biografia:

Atualmente é estagiário do Laboratório de Geomorfologia e Erosão dos Solos - Instituto de Geografia- Universidade Federal de Uberlândia.

Projeto de Pesquisa

Título: AVALIAÇÃO DE PROCESSOS EROSIVOS E DE ÁREAS DEGRADADAS NO DOMÍNIO DO CERRADO. ESTUDO DE CASO NO MUNICÍPIO DE UBERLÂNDIA.

Pesquisador Principal: Pedro Carignato Basílio Leal (Graduando)

Pesquisadores Participantes: Alcione Hermínia da Silva, José Fernando Pinese Júnior, Iron Ferreira de Andrade.

Orientador: Prof. Dr. Sílvio Carlos Rodrigues

Órgão Financiador: FAPEMIG

Resumo: O presente projeto trata da avaliação de processos erosivos e de áreas degradadas no domínio do Cerrado. Para tanto é necessário compreender sua dinâmica de evolução e dentro dessa dinâmica os fatores geomorfológicos, climáticos, geológicos, pedológicos e antrópicos.
Visando gerar como produtos a cartografia da erosão ao longo do espaço e do tempo e também taxas de evolução da erosão, seguimos com os seguintes objetivos específicos:

• Montagem de metodologia para avaliar a evolução de processo erosivo do tipo voçoroca utilizando-se de GPS de precisão durante um período de dois anos, mensurando o avanço dos dígitos e paredes laterais do mesmo a intervalos fixos de tempo;

• Levantamento topográfico da voçoroca dentro da Fazenda Experimental do Glória;

• Monitoramento da evolução das bordas de voçoroca, utilizando-se do método estaqueamento, buscando detectar os pontos de maior avanço da erosão através de mensurações periódicas;

• Elaboração de mapas de uso do solo e de cobertura vegetal natural, utilizando-se imagens de satélite e fotografias aéreas;

• Comparar diferentes softwares utilizáveis para a elaboração de uma cartografia digital, com ênfase no mapeamento de processos erosivos.

Currículo Lattes



Um comentário:

Adilson disse...

Tovarishch,
Fico feliz por você e seu filho. Depois gostaria de saber mais sobre o projeto, se for possível.
Um abraço fraterno,
Adilson